Técnico por Competencia

Técnico por Competência: Registro profissional no CFT

Técnico por Competência:

A Certificação Técnica por Competência é um processo destinado a avaliar e reconhecer formalmente as competências técnicas de um profissional. Este processo é fundamentado tanto na experiência prática quanto no conhecimento teórico acumulado pelo indivíduo. O principal objetivo é validar habilidades desenvolvidas fora do contexto educacional tradicional, concedendo um reconhecimento oficial que é altamente valorizado no mercado de trabalho.

Público-alvo

Técnico por Competência

Este programa é especialmente benéfico para profissionais com mais de dois anos de experiência prática em sua área de atuação, que não tiveram oportunidade de formalizar suas competências através de um diploma educacional tradicional. É uma oportunidade ímpar para que esses profissionais obtenham um reconhecimento formal de suas habilidades.

Processo de Certificação

O processo de certificação técnica por competência é dividido em três etapas:

  1. Análise de documentação: Os candidatos devem submeter documentos que comprovem sua experiência profissional, incluindo registros em carteira, contratos de trabalho e referências.
  2. Avaliação de competências: Esta fase envolve uma avaliação rigorosa das competências do candidato, baseada nas descrições das Classificações Brasileiras de Ocupações (CBOs) pertinentes.
  3. Exame Prático e Teórico: Em algumas áreas, são requeridos exames que testam o conhecimento teórico e as habilidades práticas do candidato.

Benefícios da Certificação

A certificação técnica por competência oferece uma série de benefícios para os profissionais, incluindo:

  • Reconhecimento profissional: Serve como um selo de qualidade e competência, reconhecido por empregadores e instituições educacionais.
  • Avanço na carreira: Profissionais certificados geralmente têm acesso a melhores oportunidades de trabalho, incluindo promoções e posições de maior responsabilidade.
  • Crescimento pessoal e profissional: Encoraja o desenvolvimento contínuo, garantindo que o profissional permaneça competitivo e atualizado.
  • Validação de competências: Formaliza habilidades adquiridas através da experiência, preenchendo uma lacuna importante para aqueles que não seguiram um caminho educacional tradicional.

Manutenção e Atualização da Certificação

Para assegurar a relevância e validade da certificação, é crucial que os profissionais se engajem em aprendizado contínuo, participando de cursos e workshops para atualizar suas habilidades e conhecimentos. Isso garante que a certificação reflita as competências atuais do indivíduo, alinhadas com as tendências e inovações do mercado.

O CFT aceita diploma técnico por competência para o registro profissional?

O Conselho Federal dos Técnicos Industriais (CFT) aceita diploma técnico por competência para o registro profissional.

A Certificação por Competência é um sistema de avaliação que dispensa a realização de um curso técnico. Basta o profissional ter experiência comprovada em carteira ou contrato de prestação de serviços. Além disso, ele deve ter mais de 18 anos de idade e já ter concluído o Ensino Médio.

O processo de certificação por competência é dividido em três etapas:

  1. Apresentação da documentação: o profissional deve apresentar à instituição certificadora a documentação que comprove sua experiência profissional.
  2. Avaliação teórica: o profissional deve realizar uma avaliação teórica com índice mínimo de acerto de 70% das questões.
  3. Pagamento e recebimento do diploma: após aprovação na avaliação teórica, o profissional deve realizar o pagamento da certificação e receber o diploma.

O processo de certificação por competência dura, em média, três meses.

A Certificação por Competência é amparada pela Lei Federal 9.394/96, art. 41, e atualizada pela Lei Federal 11.741/2008. Portanto, o diploma técnico por competência é reconhecido em todo o território nacional e nas empresas e indústrias.

Benefícios do registro profissional no CFT

O registro profissional no CFT oferece diversos benefícios ao técnico, como:

  • Reconhecimento legal da profissão: o registro profissional garante ao técnico o reconhecimento legal da sua profissão, o que lhe confere maior credibilidade e oportunidades no mercado de trabalho.
  • Garantia de direitos: o registro profissional garante ao técnico o acesso aos direitos e benefícios previstos em lei, como aposentadoria, plano de saúde e seguro desemprego.
  • Aumento da empregabilidade: o registro profissional aumenta as chances do técnico de ser contratado por empresas e indústrias, pois demonstra que o profissional está qualificado e apto para exercer a profissão.

O registro profissional no CFT é importante para todos os técnicos que desejam exercer a profissão de forma legal e com reconhecimento. A Certificação por Competência é uma alternativa para os técnicos que já possuem experiência na área e não querem realizar um curso técnico.

Lista de cursos disponíveis

A Certificação Técnica por Competência está disponível em uma ampla gama de áreas profissionais, incluindo:

  • Administração
  • Agricultura
  • Alimentação
  • Análises Clínicas
  • Automação Industrial
  • Biblioteconomia
  • Capelania
  • Computação Gráfica
  • Condomínios
  • Construção Naval
  • Cuidados de Idosos
  • Desenvolvimento Comunitário
  • Desenvolvimento de Sistemas
  • Design Gráfico
  • Edificações
  • Eletromecânica
  • Eletrônica
  • Eletrotécnica
  • Enfermagem
  • Estética
  • Eventos
  • Farmácia
  • Gastronomia
  • Guia de Turismo
  • Informática
  • Logística
  • Massoterapia
  • Manutenção Automotiva
  • Marketing
  • Mecânica
  • Mecatrônica
  • Mineração
  • Música
  • Nutrição
  • Pedagogia
  • Pecuária
  • Processos Gerenciais
  • Produção de Alimentos
  • Programação de Computadores
  • Produção de Áudio e Vídeo
  • Produção Têxtil
  • Recursos Humanos
  • Saúde Bucal
  • Segurança do Trabalho
  • Serviços Jurídicos
  • Serviços Sociais
  • Turismo

Conheça as atividades de cada profissão:

Técnico em Administração

Técnico em Administração
Técnico em Administração – Exercendo suas atividades

O que o profissional faz?

O técnico em administração é responsável por planejar, organizar, dirigir e controlar os recursos de uma empresa, organização ou instituição. Suas atividades incluem:

  • Planejamento: definição de objetivos e metas, elaboração de planos e estratégias.
  • Organização: estruturação dos processos e sistemas, definição de responsabilidades e atribuições.
  • Direção: orientação e coordenação das atividades, tomada de decisões.
  • Controle: acompanhamento dos resultados, identificação de desvios e implementação de ações corretivas.

Onde trabalha?

O técnico em administração pode trabalhar em empresas de diversos setores, como indústria, comércio, serviços, educação, saúde, entre outros. Também pode atuar na administração pública, em organizações não-governamentais (ONGs) e em instituições do terceiro setor.

Média salarial

De acordo com o site Salário, a média salarial de um técnico em administração na Cidade de São Paulo fica entre R$ 3.649,20 (média do piso salarial 2024 de acordos, convenções coletivas e dissídios) e o teto salarial de R$ 7.716,70.

Técnico em Agricultura – CBO: 3211-05

Técnico em Agricultura
Técnico em Agricultura coletando dados

O que o profissional faz?

O técnico em agricultura é responsável pela produção, comercialização e gestão de atividades agrícolas. Suas atividades incluem:

  • Produção: planejamento e execução das atividades de plantio, colheita, irrigação, fertilização, controle de pragas e doenças.
  • Comercialização: pesquisa de mercado, negociação de preços, venda de produtos agrícolas.
  • Gestão: gestão de recursos humanos, financeiros e materiais, administração de propriedades rurais.

Onde trabalha?

O técnico em agricultura pode trabalhar em empresas agrícolas, propriedades rurais, cooperativas, órgãos públicos e instituições de pesquisa.

Média salarial

De acordo com o site Salário, um Técnico em Agricultura trabalhando na cidade de São Paulo, SP ganha entre R$ 3.081,03 (média do piso salarial 2024 de acordos, convenções coletivas e dissídios) e o teto salarial de R$ 5.488,70, sendo que a média salarial fica em R$ 3.167,53 para uma jornada de trabalho de 44 horas semanais.

Técnico em Alimentos – CBO: 3252-05

Técnico em Alimentos

O que o profissional faz?

O técnico em alimentação é responsável pela produção, controle de qualidade e distribuição de alimentos. Suas atividades incluem:

  • Produção: planejamento e execução das atividades de preparação, cocção, conservação e distribuição de alimentos.
  • Controle de qualidade: verificação da conformidade dos alimentos com as normas sanitárias e de segurança alimentar.
  • Distribuição: armazenamento, transporte e entrega de alimentos.

Onde trabalha?

O técnico em alimentação pode trabalhar em restaurantes, bares, hotéis, hospitais, escolas, indústrias alimentícias, entre outros.

Média salarial

De acordo com o site Salário, a média salarial de um técnico em alimentação no Brasil é de R$ 2.300,00.

Técnico em Análises Clínicas

Técnico em Análises Clínicas
Técnico em Análises Clínicas

O que o profissional faz?

O técnico em análises clínicas é responsável pela execução de exames laboratoriais, visando ao diagnóstico e tratamento de doenças. Suas atividades incluem:

  • Recepção e preparo de amostras: coleta de amostras, preparo das amostras para análise, identificação das amostras.
  • Execução de exames: realização de exames laboratoriais, utilizando equipamentos e reagentes específicos.
  • Interpretação de resultados: interpretação dos resultados dos exames, elaboração de laudos.

Onde trabalha?

O técnico em análises clínicas pode trabalhar em hospitais, clínicas, laboratórios de análises clínicas, unidades de saúde pública, entre outros.

Média salarial

De acordo com o site Salário, a média salarial de um técnico em análises clínicas no Brasil é de R$ 2.600,00.

Técnico em Automação Industrial

Técnico em Automação Industrial
Técnico em Automação Industrial

O que o profissional faz?

O técnico em automação industrial é responsável pelo planejamento, instalação, operação e manutenção de sistemas de automação industrial. Suas atividades incluem:

  • Planejamento: elaboração de projetos de sistemas de automação industrial, definição de especificações técnicas.
  • Instalação: instalação e configuração de sistemas de automação industrial, testes de funcionamento.
  • Operação: operação e monitoramento de sistemas de automação industrial, identificação e correção de falhas.
  • Manutenção: manutenção preventiva e corretiva de sistemas de automação industrial.

Onde trabalha?

O técnico em automação industrial pode trabalhar em indústrias de diversos setores, como manufatura, mineração, petróleo e gás, entre outros. Também pode atuar em empresas de automação industrial, consultorias e instituições de pesquisa.

Média salarial

De acordo com o site Salário, a média salarial de um técnico em automação industrial no Brasil é de R$ 3.200,00.

Técnico em Biblioteconomia

O que o profissional faz?

O técnico em biblioteconomia é responsável pela organização, gerenciamento e disseminação de informações em bibliotecas, centros de documentação e outros espaços de informação. Suas atividades incluem:

  • Organização de acervos: catalogação, indexação, classificação de documentos.
  • Gerenciamento de bibliotecas: atendimento ao público, empréstimo de livros, controle de inventário.
  • Disseminação de informações: pesquisas bibliográficas, elaboração de resumos e resenhas.

Onde trabalha?

O técnico em biblioteconomia pode trabalhar em bibliotecas públicas, privadas, universitárias, especializadas, entre outras. Também pode atuar em empresas de informação, consultorias e instituições de pesquisa.

Média salarial

De acordo com o site Salário.com, a média salarial de um técnico em biblioteconomia no Brasil é de R$ 2.400,00.

Conheça mais profissões para Certificação Técnica por Competência

Técnico em Capelania: Ofereça apoio emocional e espiritual em diversos contextos

O que o profissional faz?

O técnico em capelania oferece suporte espiritual e emocional a pessoas em situações diversas, respeitando a diversidade religiosa e cultural. Suas atividades incluem:

  • Atendimento individual e familiar: realizando aconselhamento pastoral, celebrando cultos e rituais religiosos, oferecendo orações e palavras de conforto.
  • Atuação em instituições: prestando assistência espiritual em hospitais, prisões, asilos, escolas, forças armadas e empresas.
  • Promoção de atividades religiosas e comunitárias: organizando grupos de apoio, retiros espirituais, celebrações ecumênicas e ações sociais.

Onde trabalha?

O técnico em capelania pode trabalhar em hospitais, clínicas, clínicas de reabilitação, asilos, centros penitenciários, escolas, universidades, forças armadas, empresas, cruzeiros marítimos e aeroportos.

Média salarial:

Devido à diversidade de ambientes e instituições em que o técnico em capelania pode atuar, a média salarial varia bastante. No entanto, o piso salarial previsto em acordos coletivos da categoria gira em torno de R$ 2.000,00.

Técnico em Computação Gráfica: Dê vida a imagens, animações e efeitos visuais

O que o profissional faz?

O técnico em computação gráfica utiliza softwares especializados para criar imagens digitais, animações e efeitos visuais para diversas mídias, como cinema, televisão, publicidade, games, sites e mídias sociais. Suas atividades incluem:

  • Modelagem 3D: criação de modelos digitais de objetos, personagens e cenários.
  • Animação: desenvolvimento de movimento para personagens e objetos.
  • Texturização e iluminação: aplicação de texturas e efeitos de luz para dar realismo às imagens.
  • Composição e efeitos visuais: integração de diferentes elementos gráficos para criar a cena final.

Onde trabalha?

O técnico em computação gráfica pode trabalhar em estúdios de cinema, televisão, publicidade, desenvolvedoras de games, agências de comunicação, produtoras audiovisuais e empresas de entretenimento.

Média salarial:

A média salarial de um técnico em computação gráfica depende da experiência, área de atuação e complexidade dos projetos. Porém, a faixa salarial varia entre R$ 2.500,00 e R$ 4.000,00.

Técnico em Condomínios: Garanta a qualidade de vida e segurança dos moradores

O que o profissional faz?

O técnico em condomínios é responsável pela gestão administrativa, operacional e financeira de condomínios residenciais e comerciais. Suas atividades incluem:

  • Manutenção predial: contratação e supervisão de serviços de manutenção e limpeza.
  • Gestão financeira: controle de taxas condominiais, pagamento de contas, elaboração de relatórios financeiros.
  • Administração de recursos humanos: contratação e treinamento de funcionários do condomínio.
  • Segurança e vigilância: implementação de medidas de segurança para proteger o patrimônio e os moradores.
  • Atendimento aos moradores: resolução de problemas, mediação de conflitos, prestação de informações.

Onde trabalha?

O técnico em condomínios pode trabalhar em administradoras de condomínios, construtoras, imobiliárias, sindicatos de condôminos e condomínios autônomos.

Média salarial:

A média salarial de um técnico em condomínios varia de acordo com o tamanho e localização do condomínio, além da experiência do profissional. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.500,00 e R. 3.500,00.

Técnico em Construção Naval: Projete e construa embarcações

O que o profissional faz?

O técnico em construção naval é responsável pelo projeto, construção e manutenção de embarcações, como navios, barcos, lanchas e plataformas offshore. Suas atividades incluem:

  • Projeto: elaboração de projetos de embarcações, incluindo a definição de dimensões, materiais e equipamentos.
  • Construção: execução das etapas de construção de embarcações, desde a montagem da estrutura até a instalação dos equipamentos.
  • Manutenção: realização de manutenção preventiva e corretiva de embarcações, incluindo reparos e substituições de peças.

Onde trabalha?

O técnico em construção naval pode trabalhar em estaleiros, empresas de construção naval, empresas de transporte marítimo e empresas de offshore.

Média salarial:

A média salarial de um técnico em construção naval varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 3.000,00 e R$ 5.000,00.

Técnico em Cuidados de Idosos: Ofereça apoio e assistência a pessoas idosas

O que o profissional faz?

O técnico em cuidados de idosos é responsável pelo apoio e assistência a pessoas idosas, independentes ou dependentes, acamados ou não, nos aspectos físico, mental, cultural e social. Suas atividades incluem:

  • Acompanhamento nas atividades da vida diária: alimentação, higiene, vestuário, locomoção.
  • Promoção de atividades ocupacionais e de lazer: estímulo à autonomia, participação social e prevenção de doenças.
  • Prevenção de acidentes e doenças: identificação de riscos e implementação de medidas de segurança.
  • Apoio emocional e psicológico: promoção do bem-estar e qualidade de vida.

Onde trabalha?

O técnico em cuidados de idosos pode trabalhar em casas de repouso, clínicas de repouso, hospitais, centros de convivência, domicílios e empresas de assistência domiciliar.

Média salarial:

A média salarial de um técnico em cuidados de idosos varia de acordo com a experiência do profissional, porte da instituição e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.000,00 e R$ 3.500,00.

Técnico em Desenvolvimento Comunitário: Promova melhorias para a sociedade

O que o profissional faz?

O técnico em desenvolvimento comunitário atua junto a comunidades para identificar necessidades, planejar, implementar e avaliar ações que promovam melhorias nas condições de vida da população. Suas atividades incluem:

  • Diagnóstico comunitário: levantamento de dados e análises para entender a realidade local, demandas e potencialidades da comunidade.
  • Mobilização comunitária: organização de grupos, promoção de reuniões e atividades para engajar a comunidade na participação social.
  • Planejamento e elaboração de projetos: desenvolvimento de propostas para iniciativas que atendam às necessidades da comunidade, buscando recursos para financiamento.
  • Execução e acompanhamento de projetos: implementação das ações previstas, monitoramento do progresso e realização de ajustes se necessário.
  • Articulação com instituições e políticas públicas: busca de parcerias com entidades governamentais e não-governamentais para apoiar ações comunitárias.

Onde trabalha?

O técnico em desenvolvimento comunitário pode trabalhar em organizações não-governamentais (ONGs), centros comunitários, associações de moradores, prefeituras, secretarias de assistência social, institutos de pesquisa e empresas com programas de responsabilidade social.

Média salarial:

A média salarial de um técnico em desenvolvimento comunitário varia de acordo com a experiência do profissional, porte da instituição e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.200,00 e R$ 3.800,00.

Técnico em Desenvolvimento de Sistemas: Crie soluções tecnológicas inovadoras

O que o profissional faz?

O técnico em desenvolvimento de sistemas analisa, projeta, desenvolve, implementa e testa sistemas de software para diversas aplicações, atendendo às necessidades dos usuários. Suas atividades incluem:

  • Análise de requisitos: levantamento e compreensão das necessidades dos usuários e funcionalidades do sistema.
  • Projeto de sistemas: definição da arquitetura, fluxos de dados, interface e componentes do sistema.
  • Programação: desenvolvimento do código-fonte utilizando linguagens de programação específicas.
  • Implementação: instalação e configuração do sistema em ambiente de produção.
  • Testes: verificação do funcionamento e performance do sistema, identificação e correção de erros.
  • Manutenção: atualização e correção de erros do sistema ao longo do tempo.

Onde trabalha?

O técnico em desenvolvimento de sistemas pode trabalhar em empresas de tecnologia, startups, agências de desenvolvimento web e mobile, áreas de TI de diversas empresas, instituições financeiras, órgãos públicos e empresas de consultoria.

Média salarial:

A média salarial de um técnico em desenvolvimento de sistemas varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, complexidade dos projetos e região de atuação. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.800,00 e R$ 4.500,00.

Técnico em Design Gráfico: Dê forma visual às ideias e mensagens

O que o profissional faz?

O técnico em design gráfico cria peças visuais para comunicar ideias, mensagens e informações de forma criativa e eficiente, atendendo às necessidades de clientes e projetos diversos. Suas atividades incluem:

  • Conceituação e desenvolvimento de ideias: entendimento do briefing, planejamento estratégico e desenvolvimento de conceitos visuais originais.
  • Criação de peças gráficas: design de logos, marcas, cartazes, flyers, embalagens, layouts de websites e aplicativos, materiais impressos e digitais.
  • Edição e manipulação de imagens: utilização de softwares especializados para tratamento de fotos e ilustrações.
  • Tipografia e diagramação: seleção e aplicação de fontes tipográficas e organização harmoniosa dos elementos visuais na composição.
  • Produção gráfica: preparação dos arquivos para impressão ou publicação digital, seguindo especificações técnicas.

Onde trabalha?

O técnico em design gráfico pode trabalhar em agências de publicidade, estúdios de design, empresas de comunicação, editoras, gráficas, departamentos de marketing de empresas, órgãos públicos e como freelancer.

Média salarial:

A média salarial de um técnico em design gráfico varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, área de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.300,00 e R. 3.800,00.

Técnico em Edificações: Dê vida a projetos de construção civil

O que o profissional faz?

O técnico em edificações participa de todas as etapas de um projeto de construção civil, desde o planejamento até a execução e finalização. Suas atividades incluem:

  • Leitura e compreensão de projetos arquitetônicos e engenharia: interpretação de plantas, especificações técnicas e normas de construção.
  • Orçamentação: elaboração de estimativas de custos dos materiais e mão de obra necessárias para a obra.
  • Topografia e locação: demarcação do terreno e posicionamento da construção conforme o projeto.
  • Acompanhamento da obra: supervisão das equipes de construção, verificação da qualidade dos materiais e do cumprimento das normas técnicas.
  • Controle de materiais e insumos: compras, armazenamento e controle de qualidade dos materiais utilizados na construção.
  • Elaboração de relatórios técnicos: documentação e registro do andamento da obra.

Onde trabalha?

O técnico em edificações pode trabalhar em construtoras, incorporadoras, escritórios de engenharia, obras públicas, empresas de manutenção e reforma predial, como autônomo prestando serviços para construtoras ou diretamente para proprietários.

Média salarial:

A média salarial de um técnico em edificações varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, complexidade dos projetos e região de atuação. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.500,00 e R. 4.000,00.

Técnico em Eletromecânica: Unindo conhecimentos de elétrica e mecânica

O que o profissional faz?

O técnico em eletromecânica atua em sistemas que combinam componentes elétricos e mecânicos, projetando, instalando, operando e realizando manutenção desses equipamentos. Suas atividades incluem:

  • Análise de desenhos técnicos: interpretação de esquemas elétricos e mecânicos para compreender o funcionamento de sistemas eletromecânicos.
  • Montagem e instalação de equipamentos: instalação de motores, máquinas, sensores, painéis de controle e sistemas de automação.
  • Manutenção preventiva e corretiva: inspeção, diagnóstico e reparo de equipamentos eletromecânicos, garantindo sua performance e segurança.
  • Teste e calibração de equipamentos: verificação do funcionamento e ajuste de parâmetros para otimizar o desempenho dos sistemas.
  • Programação de controladores lógicos programáveis (CLPs): programação de softwares para o controle e automação de processos eletromecânicos.

Onde trabalha?

O técnico em eletromecânica pode trabalhar em indústrias de diversos setores, como metalúrgica, automobilística, petroquímica, alimentícia, energia, construção civil, além de empresas de manutenção e assistência técnica, hospitais, aeroportos e empresas de transporte.

Média salarial:

A média salarial de um técnico em eletromecânica varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.800,00 e R. 4.200,00.

Técnico em Eletrônica: Dê vida a circuitos e dispositivos eletrônicos

O que o profissional faz?

O técnico em eletrônica projeta, desenvolve, monta, instala, opera e realiza manutenção de circuitos eletrônicos e dispositivos eletrônicos utilizados em diversos equipamentos e sistemas. Suas atividades incluem:

  • Leitura e compreensão de esquemas eletrônicos: interpretação de símbolos e componentes para entender o funcionamento dos circuitos.
  • Montagem e soldagem de circuitos eletrônicos: construção de placas de circuito impresso (PCBs) seguindo as especificações técnicas.
  • Testes e medições eletrônicas: verificação do funcionamento dos circuitos utilizando instrumentos como multímetros e osciloscópios.
  • Configuração e programação de dispositivos eletrônicos: programação de microcontroladores e microprocessadores para controle de funções em equipamentos.
  • Manutenção e reparo de dispositivos eletrônicos: identificação de problemas, diagnóstico e reparo de circuitos e componentes eletrônicos.

Onde trabalha?

O técnico em eletrônica pode trabalhar em indústrias de eletrônicos, fabricantes de smartphones, computadores, eletrodomésticos, empresas de telecomunicações, prestadoras de serviços de internet, oficinas de conserto de eletrônicos, hospitais, instituições de pesquisa e universidades.

Média salarial:

A média salarial de um técnico em eletrônica varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.700,00 e R. 4.000,00.

Técnico em Eletrotécnica: Projete, instale e mantenha sistemas elétricos

O que o profissional faz?

O técnico em eletrotécnica planeja, projeta, instala, opera e realiza manutenção de sistemas elétricos, desde a geração até o consumo de energia. Suas atividades incluem:

  • Leitura e interpretação de projetos elétricos: compreensão de plantas, especificações técnicas e normas de segurança.
  • Execução de instalações elétricas: montagem de redes elétricas, painéis de distribuição e dispositivos elétricos.
  • Operação e manutenção de sistemas elétricos: acompanhamento do funcionamento dos sistemas, identificação de problemas e realização de reparos.
  • Teste e certificação de sistemas elétricos: verificação do cumprimento das normas de segurança e eficiência energética.

Onde trabalha?

O técnico em eletrotécnica pode trabalhar em empresas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica, indústrias, hospitais, escolas, comércios e residências.

Média salarial:

A média salarial de um técnico em eletrotécnica varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.500,00 e R. 4.000,00.

Técnico em Enfermagem: Cuide da saúde da população

O que o profissional faz?

O técnico em enfermagem atua na assistência à saúde, prestando cuidados a pacientes em hospitais, clínicas, ambulatórios e domicílios. Suas atividades incluem:

  • Administrar medicamentos: aplicação de injeções, vacinas e outros medicamentos conforme prescrição médica.
  • Realizar procedimentos de enfermagem: curativos, coleta de exames, aferição de sinais vitais e outros procedimentos conforme protocolos de enfermagem.
  • Preparar pacientes para exames e procedimentos: orientar pacientes sobre como se preparar para exames e procedimentos médicos.
  • Assistir a médicos e enfermeiros: auxiliar médicos e enfermeiros em procedimentos e tratamentos médicos.

Onde trabalha?

O técnico em enfermagem pode trabalhar em hospitais, clínicas, ambulatórios, domicílios, consultórios médicos, laboratórios de análises clínicas e empresas de saúde.

Média salarial:

A média salarial de um técnico em enfermagem varia de acordo com a experiência do profissional, porte da instituição, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.300,00 e R. 3.800,00.

Técnico em Estética: Cuide da beleza e bem-estar das pessoas

O que o profissional faz?

O técnico em estética atua na área da beleza e bem-estar, realizando procedimentos estéticos faciais e corporais. Suas atividades incluem:

  • Realizar massagens: massagem relaxante, massagem modeladora, drenagem linfática e outros tipos de massagens.
  • Realizar procedimentos de limpeza de pele: limpeza de pele profunda, peelings, máscaras faciais e outros procedimentos de estética facial.
  • Realizar procedimentos de depilação: depilação com cera quente, depilação com lâmina, depilação a laser e outros procedimentos de depilação.
  • Realizar procedimentos de maquiagem: maquiagem social, maquiagem para eventos e outros tipos de maquiagem.

Onde trabalha?

O técnico em estética pode trabalhar em salões de beleza, clínicas de estética, spas, hotéis e domicílios.

Média salarial:

A média salarial de um técnico em estética varia de acordo com a experiência do profissional, porte da instituição, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.200,00 e R. 3.700,00.

Técnico em Eventos: Planeje e organize eventos de sucesso

O que o profissional faz?

O técnico em eventos planeja, organiza e executa eventos de diversos tipos, como festas, congressos, feiras e outros eventos. Suas atividades incluem:

  • Levantamento de necessidades: identificação das necessidades e objetivos do cliente.
  • Plano de evento: desenvolvimento do plano de evento, incluindo cronograma, orçamento, logística e programação.
  • Contratação de fornecedores: contratação de fornecedores de serviços e produtos

Técnico em Farmácia: Forneça suporte farmacológico e contribua para a saúde da população

O que o profissional faz?

O técnico em farmácia atua na área da saúde, prestando assistência farmacêutica à população. Suas atividades incluem:

  • Dispensação de medicamentos: orientação aos pacientes sobre o uso correto de medicamentos, bem como a verificação da validade e da autenticidade dos medicamentos.
  • Atenção farmacêutica: acompanhamento do paciente durante o tratamento medicamentoso, visando garantir a eficácia e a segurança do tratamento.
  • Controle de estoque: recebimento, armazenamento e controle de estoque de medicamentos e insumos farmacêuticos.

Onde trabalha?

O técnico em farmácia pode trabalhar em farmácias, drogarias, hospitais, clínicas, laboratórios de análises clínicas, distribuidoras de medicamentos e indústrias farmacêuticas.

Salário:

A média salarial de um técnico em farmácia varia de acordo com a experiência do profissional, porte da instituição, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.500,00 e R$ 4.000,00.

Técnico em Gastronomia

O que o profissional faz?

O técnico em gastronomia atua na área da alimentação, preparando alimentos e bebidas de forma saborosa e saudável. Suas atividades incluem:

  • Preparo de alimentos: seleção, compra, armazenamento e preparo de alimentos, seguindo receitas e normas sanitárias.
  • Execução de serviços de buffet: montagem e apresentação de buffets, bem como atendimento aos clientes.
  • Gestão de cozinha: planejamento, organização e controle das atividades da cozinha.

Onde trabalha?

O técnico em gastronomia pode trabalhar em restaurantes, bares, hotéis, pousadas, catering, hospitais, escolas, empresas de alimentação e indústrias de alimentos.

Salário:

A média salarial de um técnico em gastronomia varia de acordo com a experiência do profissional, porte da instituição, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.300,00 e R$ 3.800,00.

Guia de Turismo

O que o profissional faz?

O guia de turismo é responsável por acompanhar e orientar turistas durante viagens e passeios. Suas atividades incluem:

  • Planejamento de roteiros: elaboração de roteiros turísticos, considerando as necessidades e interesses dos turistas.
  • Acompanhamento de turistas: orientação aos turistas sobre os pontos turísticos, bem como sobre as normas e costumes locais.
  • Apresentação de palestras e atividades: apresentação de palestras e atividades culturais aos turistas.

Onde trabalha?

O guia de turismo pode trabalhar em agências de turismo, operadoras de turismo, hotéis, pousadas, navios de cruzeiro e outras empresas do setor turístico.

Salário:

A média salarial de um guia de turismo varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, tipo de turismo e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.200,00 e R$ 3.700,00.

Técnico em Informática

O que o profissional faz?

O técnico em informática atua na área de tecnologia da informação, prestando suporte técnico e desenvolvendo sistemas e aplicativos. Suas atividades incluem:

  • Suporte técnico: diagnóstico e solução de problemas em computadores e sistemas operacionais.
  • Desenvolvimento de sistemas e aplicativos: desenvolvimento de sistemas e aplicativos de software, seguindo as especificações técnicas.
  • Manutenção de sistemas e redes: manutenção e configuração de sistemas e redes de computadores.

Onde trabalha?

O técnico em informática pode trabalhar em empresas de tecnologia da informação, indústrias, hospitais, escolas, comércios e residências.

Salário:

A média salarial de um técnico em informática varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.700,00 e R$ 4.000,00.

Técnico em Logística

O que o profissional faz?

O técnico em logística atua na área da logística, garantindo o fluxo eficiente de mercadorias e informações. Suas atividades incluem:

  • Planejamento logístico: elaboração de planos logísticos, considerando as necessidades da empresa.
    • Controle de estoque: recebimento, armazenamento e controle de estoque de mercadorias.
    • Transporte de mercadorias: organização e execução do transporte de mercadorias.
    • Comunicação e negociação: comunicação com fornecedores e clientes, bem como negociação de contratos.
    • Gestão de riscos: identificação e mitigação de riscos logísticos.

    Onde trabalha?

    O técnico em logística pode trabalhar em empresas de transporte, comércio, indústria, serviços e organizações governamentais.

    Salário:

    A média salarial de um técnico em logística varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.500,00 e R$ 4.000,00.

Técnico em Massoterapeuta

O que o profissional faz?

O massoterapeuta atua na área da saúde, aplicando técnicas de massagem para promover o bem-estar físico e mental. Suas atividades incluem:

  • Realização de massagens: massagem relaxante, massagem modeladora, massagem drenagem linfática e outros tipos de massagens.
  • Orientação aos clientes: orientação aos clientes sobre os benefícios das massagens e sobre as contraindicações.

Onde trabalha?

O massoterapeuta pode trabalhar em clínicas de estética, spas, hotéis, domicílios e empresas.

Salário:

A média salarial de um massoterapeuta varia de acordo com a experiência do profissional, porte da instituição, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.200,00 e R$ 3.700,00.

Técnico em Manutenção Automotiva

O que o profissional faz?

O técnico em manutenção automotiva atua na área da mecânica, realizando a manutenção e reparo de veículos. Suas atividades incluem:

  • Diagnóstico de problemas: identificação de problemas mecânicos e elétricos nos veículos.
  • Manutenção preventiva: realização de manutenções periódicas para evitar problemas mecânicos.
  • Reparo de veículos: execução de reparos mecânicos e elétricos nos veículos.

Onde trabalha?

O técnico em manutenção automotiva pode trabalhar em oficinas mecânicas, concessionárias, autocenters e empresas de transporte.

Salário:

A média salarial de um técnico em manutenção automotiva varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.500,00 e R$ 4.000,00.

Técnico em Marketing

O que o profissional faz?

O técnico em marketing atua na área de marketing, desenvolvendo e implementando estratégias de marketing. Suas atividades incluem:

  • Pesquisa de mercado: realização de pesquisas de mercado para identificar as necessidades e desejos dos clientes.
  • Desenvolvimento de produtos e serviços: desenvolvimento de produtos e serviços que atendam às necessidades dos clientes.
  • Comunicação e promoção: elaboração de campanhas de comunicação e promoção para divulgar os produtos e serviços da empresa.

Onde trabalha?

O técnico em marketing pode trabalhar em empresas de diversos setores, como varejo, indústria, serviços e turismo.

Salário:

A média salarial de um técnico em marketing varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.700,00 e R$ 4.000,00.

Técnico em Mecânica

O técnico em mecânica atua na área da mecânica, projetando, construindo e consertando máquinas e equipamentos. Suas atividades incluem:

  • Leitura e interpretação de desenhos técnicos: compreensão de plantas, especificações técnicas e normas de segurança.
  • Execução de projetos mecânicos: execução de projetos mecânicos, utilizando ferramentas e equipamentos.
  • Manutenção de máquinas e equipamentos: identificação de problemas mecânicos e execução de reparos.

Onde trabalha?

O técnico em mecânica pode trabalhar em indústrias, empresas de manutenção e assistência técnica, oficinas de conserto de máquinas e equipamentos, e até mesmo em empresas de construção civil.

Salário:

A média salarial de um técnico em mecânica varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.800,00 e R$ 4.200,00.

Técnico em Mecatrônica

O técnico em mecatrônica atua na área da automação, combinando mecânica, eletrônica e computação para criar sistemas automatizados. Suas atividades incluem:

  • Projeto de sistemas mecatrônicos: desenvolvimento de projetos de sistemas mecatrônicos, utilizando softwares de simulação e prototipagem.
  • Instalação e manutenção de sistemas mecatrônicos: instalação e manutenção de sistemas mecatrônicos, seguindo as normas de segurança.
  • Operação de sistemas mecatrônicos: operação de sistemas mecatrônicos, garantindo o seu funcionamento adequado.

Onde trabalha?

O técnico em mecatrônica pode trabalhar em indústrias, empresas de automação, empresas de manutenção e assistência técnica, e até mesmo em empresas de pesquisa e desenvolvimento.

Salário:

A média salarial de um técnico em mecatrônica varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 3.000,00 e R$ 4.400,00.

Técnico em Mineração

O técnico em mineração atua na área da mineração, extraindo e beneficiando recursos minerais de forma sustentável. Suas atividades incluem:

  • Pesquisa mineral: identificação e avaliação de reservas minerais.
  • Exploração mineral: planejamento e execução de atividades de exploração mineral.
  • Lavra mineral: extração de recursos minerais do subsolo.
  • Beneficiamento mineral: tratamento de recursos minerais para a obtenção de produtos de interesse econômico.

Onde trabalha?

O técnico em mineração pode trabalhar em empresas de mineração, indústrias, laboratórios de análises minerais e órgãos governamentais.

Salário:

A média salarial de um técnico em mineração varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.800,00 e R$ 4.200,00.

Técnico em Música

O técnico em música atua na área da música, interpretando, compondo e ensinando música. Suas atividades incluem:

  • Interpretação musical: execução de músicas, utilizando instrumentos musicais ou voz.
  • Composição musical: criação de músicas, utilizando técnicas e recursos musicais.
  • Ensino de música: transmissão de conhecimentos musicais a alunos de diferentes níveis de aprendizado.

Onde trabalha?

O técnico em música pode trabalhar em orquestras, bandas, grupos musicais, escolas de música, conservatórios, universidades e empresas de entretenimento.

Salário:

A média salarial de um técnico em música varia de acordo com a experiência do profissional, porte da instituição, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.200,00 e R$ 3.700,00.

Técnico em Nutrição

O técnico em nutrição atua na área da nutrição, planejando e preparando refeições saudáveis e nutritivas. Suas atividades incluem:

  • Avaliação nutricional: avaliação do estado nutricional de indivíduos e grupos populacionais.
  • Planejamento de dietas: elaboração de dietas personalizadas para atender às necessidades nutricionais de indivíduos e grupos populacionais.
  • Preparo de alimentos: preparo de refeições saudáveis e nutritivas, utilizando técnicas culinárias adequadas.

Onde trabalha?

O técnico em nutrição pode trabalhar em hospitais, clínicas, escolas, restaurantes, empresas de alimentação e indústrias alimentícias.

Salário:

A média salarial de um técnico em nutrição varia de acordo com a experiência do profissional, porte da instituição, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.300,00 e R$ 3.800,00.

Técnico em Pedagogia

O técnico em pedagogia atua na área da educação, planejando e executando atividades pedagógicas. Suas atividades incluem:

  • Planejamento de atividades pedagógicas: elaboração de planos de aula, projetos pedagógicos e outras atividades pedagógicas.
  • Execução de atividades pedagógicas: realização de atividades pedagógicas, como aulas, palestras, oficinas e outras atividades.
  • Avaliação de atividades pedagógicas: avaliação dos resultados das atividades pedagógicas.

Onde trabalha?

O técnico em pedagogia pode trabalhar em escolas, creches, ONGs, empresas de educação e instituições de ensino superior.

Salário:

A média salarial de um técnico em pedagogia varia de acordo com a experiência do profissional, porte da instituição, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.200,00 e R$ 3.700,00.

Técnico em Pecuária

O técnico em pecuária atua na área da agropecuária, cuidando da produção e reprodução de animais de criação. Suas atividades incluem:

  • Manejo de animais: alimentação, adestramento, reprodução e sanidade animal.
  • Controle zootécnico: identificação e controle de doenças e pragas.
  • Produção de alimentos de origem animal: leite, carne, ovos e outros.

Onde trabalha?

O técnico em pecuária pode trabalhar em fazendas, agroindústrias, empresas de produção de alimentos e órgãos governamentais.

Salário:

A média salarial de um técnico em pecuária varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.500,00 e R$ 4.000,00.

Técnico em Processos Gerenciais

O técnico em processos gerenciais atua na área da administração, desenvolvendo e implementando processos gerenciais. Suas atividades incluem:

  • Planejamento: elaboração de planos estratégicos, planos operacionais e outros planos.
  • Organização: estruturação de organizações e definição de processos.
  • Direção: liderança e motivação de equipes.
  • Controle: monitoramento e avaliação de resultados.

Onde trabalha?

O técnico em processos gerenciais pode trabalhar em empresas de diversos setores, como comércio, indústria, serviços e turismo.

Salário:

A média salarial de um técnico em processos gerenciais varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.700,00 e R$ 4.000,00.

Técnico em Produção de Alimentos

O técnico em produção de alimentos atua na área da alimentação, produzindo alimentos seguros e de qualidade. Suas atividades incluem:

  • Controle de qualidade: monitoramento de matérias-primas, produtos e processos.
  • Higiene e segurança alimentar: implementação de boas práticas de fabricação.
  • Preparo de alimentos: preparo de alimentos, seguindo receitas e normas sanitárias.

Onde trabalha?

O técnico em produção de alimentos pode trabalhar em restaurantes, bares, hotéis, pousadas, indústrias alimentícias e instituições de saúde.

Salário:

A média salarial de um técnico em produção de alimentos varia de acordo com a experiência do profissional, porte da instituição, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.300,00 e R$ 3.800,00.

Técnico em Programação de Computadores

O técnico em programação de computadores atua na área da tecnologia da informação, desenvolvendo e implementando softwares. Suas atividades incluem:

  • Análise de sistemas: levantamento de requisitos e análise de sistemas.
  • Projeto de software: desenvolvimento de projetos de software.
  • Desenvolvimento de software: codificação, teste e implantação de software.

Onde trabalha?

O técnico em programação de computadores pode trabalhar em empresas de tecnologia da informação, indústrias, hospitais, escolas e outras instituições.

Salário:

A média salarial de um técnico em programação de computadores varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.700,00 e R$ 4.000,00.

Técnico em Produção de Áudio e Vídeo

O técnico em produção de áudio e vídeo atua na área da comunicação, produzindo e editando áudio e vídeo. Suas atividades incluem:

  • Gravação de áudio e vídeo: captação de áudio e vídeo, utilizando equipamentos e técnicas adequadas.
  • Edição de áudio e vídeo: edição de áudio e vídeo, utilizando softwares e técnicas adequadas.
  • Mixagem de áudio e vídeo: combinação de áudio e vídeo, utilizando equipamentos e técnicas adequadas.

Onde trabalha?

O técnico em produção de áudio e vídeo pode trabalhar em produtoras de audiovisual, emissoras de televisão, rádios, produtoras de eventos e outras instituições.

Salário:

A média salarial de um técnico em produção de áudio e vídeo varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.500,00 e R$ 4.000,00.

Técnico em Produção Têxtil

O técnico em produção têxtil atua na área da indústria têxtil, produzindo tecidos e vestuários. Suas atividades incluem:

  • Controle de qualidade: monitoramento de matérias-primas, produtos e processos.
  • Operação de máquinas e equipamentos: operação de máquinas e equipamentos têxteis.
  • Acabamento de tecidos: acabamento de tecidos, seguindo as especificações técnicas.

Onde trabalha?

O técnico em produção têxtil pode trabalhar em indústrias têxteis, confecções, empresas de vestuário e outras instituições.

Salário:

A média salarial de um técnico em produção têxtil varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.500,00 e R$ 4.000,00.

Técnico em Recursos Humanos

O técnico em recursos humanos atua na área de gestão de pessoas, recrutando, selecionando, treinando e desenvolvendo colaboradores. Suas atividades incluem:

  • Recrutamento e seleção: identificação e seleção de candidatos para vagas de emprego.
  • Treinamento e desenvolvimento: desenvolvimento de competências e habilidades dos colaboradores.
  • Avaliação de desempenho: avaliação do desempenho dos colaboradores.

Onde trabalha?

O técnico em recursos humanos pode trabalhar em empresas de diversos setores, como comércio, indústria, serviços e turismo.

Salário:

A média salarial de um técnico em recursos humanos varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.700,00 e R$ 4.000,00.

Técnico em Saúde Bucal

O técnico em saúde bucal atua na área da saúde, prestando assistência aos pacientes em consultórios odontológicos. Suas atividades incluem:

  • Preparo de pacientes: preparo dos pacientes para procedimentos odontológicos.
  • Assitência em procedimentos odontológicos: assistência aos dentistas em procedimentos odontológicos.
  • Higiene bucal: realização de higiene bucal nos pacientes.

Onde trabalha?

O técnico em saúde bucal pode trabalhar em consultórios odontológicos, clínicas odontológicas, hospitais e outras instituições de saúde.

Salário:

A média salarial de um técnico em saúde bucal varia de acordo com a experiência do profissional, porte da instituição, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.200,00 e R$ 3.700,00.

Técnico em Segurança do Trabalho

O técnico em segurança do trabalho atua na área de segurança, prevenindo acidentes e doenças ocupacionais. Suas atividades incluem:

  • Análise de riscos: identificação e análise de riscos ocupacionais.
  • Elaboração de planos de segurança: elaboração de planos de segurança para prevenir acidentes e doenças ocupacionais.
  • Inspeções de segurança: realização de inspeções de segurança para identificar e corrigir condições inseguras.

Onde trabalha?

O técnico em segurança do trabalho pode trabalhar em empresas de diversos setores, como comércio, indústria, serviços e turismo.

Salário:

A média salarial de um técnico em segurança do trabalho varia de acordo com a experiência do profissional, porte da empresa, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.800,00 e R$ 4.200,00.

Técnico em Serviços Jurídicos

O técnico em serviços jurídicos atua na área do direito, prestando assistência jurídica a clientes. Suas atividades incluem:

  • Elaboração de documentos jurídicos: elaboração de contratos, petições, pareceres e outros documentos jurídicos.
  • Pesquisa jurídica: pesquisa de legislação e jurisprudência.
  • Atendimento ao cliente: atendimento a clientes para esclarecimento de dúvidas e prestação de serviços jurídicos.

Onde trabalha?

O técnico em serviços jurídicos pode trabalhar em escritórios de advocacia, empresas, órgãos públicos e outras instituições.

Salário:

A média salarial de um técnico em serviços jurídicos varia de acordo com a experiência do profissional, porte da instituição, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.500,00 e R$ 4.000,00.

Técnico em Serviços Sociais

O técnico em serviços sociais atua na área da assistência social, prestando atendimento a pessoas em situação de vulnerabilidade social. Suas atividades incluem:

  • Acolhimento e triagem: acolhimento e triagem de pessoas em situação de vulnerabilidade social.
  • Avaliação social: avaliação das necessidades sociais das pessoas em situação de vulnerabilidade social.
  • Intervenção social: planejamento e execução de intervenções sociais para atender às necessidades das pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Onde trabalha?

O técnico em serviços sociais pode trabalhar em órgãos públicos, organizações não-governamentais, instituições privadas e outras instituições que prestam atendimento a pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Salário:

A média salarial de um técnico em serviços sociais varia de acordo com a experiência do profissional, porte da instituição, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.200,00 e R$ 3.700,00.

Técnico em Turismo

O técnico em turismo atua na área do turismo, organizando e prestando serviços turísticos. Suas atividades incluem:

  • Planejamento de roteiros turísticos: elaboração de roteiros turísticos, considerando as necessidades e interesses dos turistas.
  • Recepção e atendimento aos turistas: recepção e atendimento aos turistas, garantindo a sua satisfação.
  • Organização de eventos turísticos: organização de eventos turísticos, como excursões, passeios e outros.

Onde trabalha?

O técnico em turismo pode trabalhar em agências de viagens, hotéis, pousadas, parques temáticos, empresas de transporte turístico e outras instituições que prestam serviços turísticos.

Salário:

A média salarial de um técnico em turismo varia de acordo com a experiência do profissional, porte da instituição, setor de atuação e localização do trabalho. No entanto, a faixa salarial gira em torno de R$ 2.300,00 e R$ 3.800,00.

Conclusão

As profissões técnicas são uma ótima opção para quem busca uma formação rápida e de qualidade, que lhe permita ingressar no mercado de trabalho com boas oportunidades. As profissões listadas acima são apenas algumas das muitas opções disponíveis, e oferecem uma variedade de possibilidades de atuação.